segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

MONSTER MASH: Festa no Castelo do Clube dos Monstros





"Good evening!

I was working in the lab late one night
When my eyes beheld an eerie sight
My monster, from its slab, began to rise
And suddenly to my surprise

He did the Mash, he did the Monster Mash
The Monster Mash, and it's a graveyard smash
He did the Mash, it caught on in a flash
He did the Mash, he did the Monster Mash

From my laboratory in the castle east
To the master bedroom, where the vampires feast
The ghouls all came from their humble abodes
To get a jolt from my electrodes

They did the Mash, they did the Monster Mash
The Monster Mash, it was a graveyard smash
They did the Mash, they caught on in a flash
They did the Mash, they did the Monster Mash

The zombies were having fun
The party had just begun
The guests included Wolfman
Dracula, and his son

The scene was rocking, all were digging the sound
Igor on chains, backed by his baying hounds
The Coffin Bangers were about to arrive
With their vocal group, The Crypt Keeper Five

They did the Mash, they played the Monster Mash
The Monster Mash, it was a graveyard smash
They played the Mash, they caught on in a flash
They played the Mash, they played the Monster Mash

Out of his coffin his voice did ring
Seems he was troubled by just one thing
Opened the lid, shook his fist, and said
"Whatever happened to my Transylvania Twist?"

It's now the Mash, it's now the Monster Mash
The Monster Mash, and it's a graveyard smash
It's now the Mash, it caught on in a flash
It's now the Mash, it's now the Monster Mash

Now everything is cool, Drac's a part of the band
My Monster Mash is the hit of the land
For you, the living, this Mash was meant, too
When you get to my door, tell them Only sent you

Then you can Mash, then you can Monster Mash
The Monster Mash, another graveyard smash
Then you can Mash, you'll catch on in a flash
Then you can Mash, you did the Monster Mash

The Monster Mash..."




Os Monstros Clássicos do cinema (Drácula, o Lobisomem, o monstro de Frankenstein, a Múmia viva, a Criatura da Lagoa Negra, o Homem Invisível, o Cientista Louco e seu assistente Corcunda, Mortos-Vivos & cia...) tiveram (quase todos) suas origens na literatura gótica, mas foram eternizados (quase todos...) pelo ciclo de filmes de terror da Universal Pictures nos anos 30 & 40.


Depois de esgotar seus roteiros e ideias para novos monstros (que fizeram enorme sucesso e ajudaram a transformar a pequena produtora em uma gigante do cinema...), os executivos da Universal resolveram que a solução seria colocar vários monstros em um só filme (a fórmula já havia sido experimentada com dois de seus titãs em "Frankenstein Encontra o Lobisomem" de 1943)...




... assim, nasceu " House of Frankenstein" ( A Mansão de Frankenstein,1944) de Erle C. Kenton...



O maluco Dr.Niemman (Boris Karloff) e seu assistente corcunda ( J.Carrol Naish - roubando muitas cenas) fogem da prisão e revivem o Conde Drácula (John Carradine), mas o vampiro sedento apronta das suas e é abandonado à luz do sol para desaparecer.



Nas ruínas do castelo de Frankenstein, eles encontram a criatura (Glenn Strange) e o lobisomem Larry Talbot (Lon Chaney Jr.), preservados nas águas geladas. Niemman derrete os dois e promete encontrar uma cura para a maldição de Talbot . No entanto, ele está mais interessado em reviver o monstro e se vingar de dois ex-associados traidores... 


Tudo fica mais complicado quando surge a bela cigana Ilonka I(Elena Verdugo), objeto de desejo do corcunda Daniel, mas apaixonada por Talbot...



Ilonka acaba matando seu amado depois de transformado, e morre. Daniel se volta contra o Dr., mas é morto pela criatura; que foge carregando Niemman ferido em seus braços, até que os dois são tragados por um poço de areia movediça...





"House of Dracula" (A Casa de Drácula, 1945) de Erle C.Kenton...






 Drácula (John Carradine) procura o sábio dr. Franz Edelman (Onslow Stevens) em busca da cura de seu vampirismo. Também Larry Talbot (Lon Chaney Jr.) desesperado para se livrar da maldição da licantropia, vira paciente do médico. 
Enquanto o vampiro na verdade está de olho em Milizia (Martha O'Driscoll) a bela assistente do médico, o atormentado lobisomem tenta o suicídio quando a primeira tentativa de cura-lo falha...





...ele sobrevive e acaba encontrando o corpo inerte da criatura de Frankenstein (Glenn Strange). Quando Drácula contamina o dr. com seu sangue, transforma-o em uma espécie de Jekyll/Hyde enlouquecido e que decide reviver o monstro...A batalha entra as criaturas é inevitável...




...mas não acontece como prometido: O dr. em seu estado "normal" consegue destruir Drácula, mas seu lado ruim mata sua outra assistente, a corcunda Nina (Jane Adams). Talbot curado, atira e mata o médico enlouquecido, e os habitantes locais e suas tochas colocam fogo no castelo e o monstro falece entre as chamas...




Os maiores sucessos da Universal eram seus filmes de monstros e as comédias da dupla Bud Abbott & Lou Costello; ambos os ciclos já em fase de decadência...então, por que não unir e salvar os dois ao mesmo tempo? Havia um roteiro original( nunca aproveitado) de Curt Siodmak intitulado "O Cérebro de Frankenstein"; alguém então teve a ideia de utilizar o argumento para cumprir esta tarefa. Nasceu assim uma das maiores comedias de terror  de todos os tempos...




"Bud Abbott & Lou Costello Meet Frankenstein" (Abbott e Costello Às Voltas com Fantasmas, 1948) de Charles Barton, com "roteiro original" do profissional Robert Lees.




Chick (Abbott) e Wilbur (Costello) são funcionários de uma transportadora que recebem duas enormes caixas encomendadas pelo Museu do Horror. 



Quando o conteúdo da encomenda desaparece, eles são acusados de roubo.  O que aconteceu foi que o "conteúdo"  de uma das caixas era o Conde Drácula (Bela Lugosi - em sua segunda e última vez na pele do vampiro de Bram Stoker), que acordou e levou a criatura de Frankenstein (Glen Strange, o substituto oficial de Boris Karloff no papel do monstro) para um castelo em uma ilha, onde é recebido pela Doutora Sandra Mornay (Lorene Aubert). 


A investigadora do seguro, Joan Raymond (Jane Randolph) passa a seguir a dupla, fingindo interesse em Wilbur. Wilbur também é assediado pela Doutora Mornay, que na verdade quer atraí-lo para o seu castelo para que seu cérebro seja retirado e colocado na criatura, a mando de Drácula.


 Chick e Wilbur, contudo, recebem a ajuda de Larry Talbot (Lon Chaney jr.), o Lobisomem, que descobriu o plano de Drácula e quer impedi-lo. No final, ainda ganham uma ajudinha do Homem Invisível ( ponta "invisível" de Vincent Price)...



O filme se mostrou um enorme sucesso, revitalizou a imagem das criaturas clássicas do cinema de terror e foi muito influente e imitado. 




A própria dupla de comediantes voltaria a carga encontrando o Homem Invisível (em 1951); o Médico e o Monstro (em 1953) e a Múmia (1955)...



Lou Costello encontra rapidamente a Criatura de Frankenstein e Drácula em um museu de cera no filme "Abbott e Costello Enfrentando o Médico e o Monstro" (1953) de Charles Lamont, com Boris Karloff...



 Um episódio da série de TV "The Colgate Hour" (1953) mostrou Abbott & Costello encontrando o monstro de Frankenstein, a Criatura da Lagoa Negra (o especial foi encomendado pela Universal para divulgar o primeiro filme com o homem-peixe) e mais uma "não-aparição" especial do homem-invisível.



A primeira das muitas imitações e refilmagens não autorizadas de "A&C meet Frankenstein" veio do Egito!!...




"Haran Aleyk" (Ismail Yassin Meets Frankenstein/Shame on You, 1953) de Essa Karama...


...A trama é semelhante, com dois trapalhões (a dupla Abdel & Ismail) que trabalham em uma loja de antiguidades e acabam revivendo um vampiro (que lembra tanto Lugosi, quanto Carradine no papel de Dracula) e o monstro de Frankenstein ( maquiagem semelhante ao trabalho de Jack Pierce, mas feita de papier-mache).




 O vampiro é  tio de uma linda garota que é o amor de  um homem que se transforma em lobisomem. 


O filme é bem produzido para a época e para um país sem tradição em filmes de terror, e é divertido. O problema é o comediante "com cara de borracha"  Ismail, estridente e irritante- uma mistura de  Lou Costello, Jerry Lewis e Sammy Petrillo...

O grupo de comediantes americanos "The Bowery Boys" (leo Gorcey, Hunt Hall & cia) resolveram investir no gênero e aumentar o número de criaturas "monstruosas" em cena...
Em "The Bowery Boys Meet the Monsters" (Os Anjos e os Monstros, 1954) de Edward Bernds (especialista em ficção científica barata e mais tarde diretor de curtas e longas com "Os 3 Patetas") , a atrapalhada gang dos Anjos encontra a família Gravesend em sua mansão assombrada ( que eles pretendem utilizar como parque de diversões para crianças de seu bairro pobre) ...



Lá convivem: Dois cientistas loucos, um mordomo sinistro, um gorila, uma velha que alimenta uma planta carnívora gigante, o robot Gorog e uma vampira...






O roteiro da produção "B" segue os passos de Abbott & Costello, com os cientistas querendo transplantar o cérebro de Slip (Gorcey) no corpo do gorila Cosmos (Steve Calvert), e neste caso, é Sach (Huntz Hall) que acaba transformado em um "lobisomem"...!!!!




CONTINUA...