terça-feira, 29 de abril de 2014

O Rei dos Monstros - Parte 4: Godzilla Contra Monstros Muito Estranhos




"Gojira Tai Hedora" (Godzilla Vs. the Smog Monster) Jap. 1971. Dir. Yoshimitsu Banno; FX: Teruyoshi Nakano
Elenco: Hiroyuke Kawase, Akira Yamauchi, Toshie Kimura.







- A poluição industrial nas águas japonesas, combinada com uma forma minúscula de vida extraterrestre, cria um monstro disforme que cresce assustadoramente e emite vapores tóxicos e ácido sulfúrico. Godzilla aparece e após inúmeras lutas consegue dissolver a criatura chamada Hedora e parte no horizonte até a próxima batalha.








* O nome Hedora deriva da palavra Hedoro (lama em japonês).
A Toho queria inovar a série e recuperar o público adulto, mas o diretor Yoshimitsu Banno foi um pouco longe demais. Banno usou split-screen, animação, sequências de sonho e uma sequência em preto-e-branco ... todos os tipos de truques experimentais que tornam o filme completamente diferente dos anteriores. Além disto, o filme é pesado e com bastante violência (pessoas queimadas pelo ácido de Hedora, corpos dilacerados...), não fazendo sucesso. Quase no final do filme, Godzilla consegue voar utilizando seu bafo atômico como propulsão! O assistente de Eiji Tsuburaya assume o trabalho de seu mestre nos efeitos especiais.



                                     sequencia psicodélica em Gojira tai Hedora


"Gojira Tai Gaigan" (Godzilla on Monster Island/ Godzilla- O Rei dos Monstros) Jap. 1972
Dir. Jun Fukuda; FX: Teruyoshi Nakano. Elenco: Hiroshi Ishikawa, Minoru Takashima, Tomoko Umeda.




- Um cartunista trabalhando em um projeto de um grande parque de diversões, descobre que seus patrões são alienígenas de um planeta destruído pela poluição. Do espaço eles trazem Ghidora e o novo monstro chamado Gigan (Gaigan) e planejam libertar as criaturas da Ilha dos Monstros. 




Godzilla e Angiras (Angurus) interceptam os dois monstros espaciais e após longa batalha, conseguem detê-los. Os alienígenas (que possuem o formato de baratas tamanho família) são vencidos pelo exército e por um time exótico de heróis que inclui uma lutadora de Karatê e um hippie engraçado.



*A última atuação do dublê/ator Haruo Nakajima como Godzilla (intérprete oficial do monstro desde 1954); a maior parte das cenas sem o monstro novo foram reaproveitadas de filmes anteriores. Fukuda retoma o clima de aventura colorida com toques de humor: Godzilla e Angiras conversam entre si (via balões de Hqs na versão Japonesa e por ruídos engraçados na versão ocidental) antes de deixarem a Ilha dos Monstros.



Gigan é um dos Kaiju mais exóticos da série, com suas mãos em pontas e uma mortífera serra giratória no peito!
Certamente em dos filmes mais trash de toda a série... 



"Gojira Tai Megaro" (Godzilla Contra Megalon) Jap. 1973.
Dir. Jun Fukuda; FX: T. Nakano. Elenco: Katsuhiko Sasaki, Kotaro Tomita, Yutaka Hayashi, Robert Dunham.







- Os habitantes do reino submarino de Seatopia (Atragon, 1964) resolvem se vingar da humanidade (por conta dos testes nucleares e poluição dos mares) e convocam o monstro Megalon (Megaro) para invadir o Japão.






 Megalon é uma espécie de inseto monstruoso com patas com lâminas afiadas. Os humanos contam com a ajuda do robot Jet Jaguar, criado por um jovem cientista e que pode misteriosamente se programar para crescer no tamanho dos monstros. Gigan também é convocado para atacar, mas Jet Jaguar "conversa" (com mímica) com Godzilla e os dois salvam o planeta da destruição...



* Jet Jaguar foi criado para estabelecer uma conexão entre os filmes de Godzilla e as séries de Super-Heróis japoneses (Tokusatsu) muito populares na época e aonde Gojira também fizera algumas participações especiais.
Os efeitos especiais de Teruyoshi Nakano nestes filmes também são bastante fracos. Especialista em pirotecnia e animações, falha bastante nos quesitos mais importantes em um Kaiju Eiga: miniaturas e as roupas dos monstros.
Mesmo sendo um exemplar bem fraco na série, Godzilla Vs. Megalon recebeu grande divulgação nos Estados Unidos (incluindo uma campanha publicitária para indicar "Godzilla Para Presidente"), gerando uma verdadeira "Godzillomania no país.



 A Marvel Comics lançou uma série em quadrinhos e a TV NBC a série de desenhos animados "The Godzilla Power Hour" (da Hanna-Barbera) com a participação do "sobrinho" Godzuki fazendo a parte cômica-infantil como Minya nos filmes.




CONTINUA... 








sábado, 26 de abril de 2014

O Rei dos Monstros Parte 3: Godzilla na Monstrolândia!




A Toho decidiu entrar de vez no mercado infantil e o pobre Rei dos Monstros deve que desempenhar o papel de pai...

"Gojira no Musuko" (Son of Godzilla) Jap.1967 Dir. Jun Fukuda; FX: Sadamasa Arikawa e Eiji Tsuburaya
Elenco: Akira Kubo, Tadao Takashima, Beverly Maeda




- Cientistas de uma unidade de controle do clima faz experimentos em uma ilha do Pacífico e acabam causando o agigantamento dos insetos locais. Um Godzilla bonzinho protege Minya (Minira), seu filho recém nascido, e a equipe do ataque de Kamakiras (uma dupla de Louva-a Deus gigantes) e Kumonga (uma aranha monstruosa). Godzilla vence os insetos e a ilha é congelada artificialmente, colocando pai e filho em hibernação.




*Competindo com o sucesso de Gamera e com o bebê-monstro da Nikkatsu em "Daikyajû Gappa" (Gappa, o Monstro Gigante, 1967 - título na TV) a Toho dá um filho para Godzilla. Muito humor nas cenas entre a dupla e ótimos efeitos especiais em um Kaiju Eiga infantil.
O nome Minira deriva de "Mini-Gojira" em japonês.


                                                                Minira esfomeado...


                                                              o "bebê" Gappa

"Kaijû Sôshingeki" (Destroy All Monsters/ O Despertar dos Monstros) Jap. 1968 Dir. Ishiro Honda; FX: Arikawa e Tsuburaya. Elenco: Akira Kubo, Jun Tazaki, Kyoko Ai...




Uma curiosidade: Para facilitar a identificação do público com personagens mais conhecidos, os filmes de Godzilla na Alemanha foram divulgados quase sempre como filmes de "Frankenstein" e na Itália como filmes com o gorila King Kong! Acima, lindo mas absurdo poster italiano de "Destroy All Monsters"...filme com inúmeros monstros...mas nenhum gorila!

- No "futuro" ano de 1999, todos os monstros da Terra foram capturados e confinados na ilha Ogasawara. Aliens do planeta Kilaak libertam os monstros e os enviam as principais capitais do mundo para causarem destruição e facilitar a invasão da Terra. A humanidade reage e destrói a base lunar das mulheres extraterrestres. Livres do controle alienígena, os monstros atacam a base terrestre dos invasores, que são defendidos por Ghidrah. Unidos, conseguem vencer o dragão de 3 cabeças e Godzilla esmaga a base dos Lilaaks!



*Godzilla, Minya, Mothra, Rodan, Anguirus, Gorosaurus (de "A Fuga de King Kong" de 1967), Baran, Kumonga, Baragon, Manda (de "Atragon" de 1963) e Ghidrah reunidos em uma celebração com suas fantasias refeitas ou restauradas, além da volta de Honda na direção e de Akira Ifukube na trilha.
Foi o último grande filme da série clássica e uma tentativa de retornar os Kaiju Eiga aos seus dias de glória.





"Oru Kaiju dai Shingeki" (Godzilla's Revenge/ Monstrolândia) Jap.1969. Direção: Ishiro Honda; FX: Eiji Tsuburaya (supervisão). Elenco: Tomonori Yazaki, Kenji Sahara, Sachio Sakai, Kazuo Suzuki.






- Ichiro, um garoto nerd, fascinado pelos Kaijus, sonha que visita a Ilha dos Monstros, assiste combates entre Godzilla e seus velhos oponentes e faz amizade com Minya, ajudando-o contra seu inimigo "pentelho" chamado Gabara.




* Fantasia totalmente infantil, com muitas cenas reaproveitadas de "Ebirah" (1966), "Son of Godzilla", "O Despertar dos Monstros" e "A Fuga de King Kong". Última parceria entre Honda e o mestre dos efeitos Eiji Tsuburaya, que morreria no ano seguinte. A divulgação do filme na época trazia frases como "Todo menino precisa de um amigo, mesmo que seja um monstro!" e a trilha sonora original tinha canções como a cantada por Ichiro "Go! Go! Go-Jir-a!, etc.
O filme agradou seu público-alvo e até recebeu críticas positivas neste aspecto, mas decepcionou muito os fãs adultos do personagem...





CONTINUA...

quinta-feira, 24 de abril de 2014

O Rei dos Monstros - Parte 2: Godzilla Contra-Ataca!




Apenas nove meses após a estreia de "Gojira Tai Mosura", a Toho lançou sua continuação. Um filme realizado rapidamente e com diversas sub-tramas com gangsters e astrônomos que procuram por discos voadores...


"Ghidorah Sandai Kaiju Chikyu Saidai no Kessan" (Ghidrah, o Monstro Tricéfalo) Jap. 1964. Dir. Ishiro Honda; FX: Eiji Tsuburaya. Elenco: Yosuke Natsuki, Yuriko Hoshi, Takashi Shimura, Emi & Yumi Ito.




- Um meteoro caí no Japão e libera uma criatura monstruosa do espaço: Ghidorah (Ghidrah), um dragão alado, dourado e com três cabeças! Uma princesa-profetisa de Marte aparece para explicar que o monstro havia destruído seu planeta séculos atrás. As gêmeas protetoras/protegidas de Mosura (Mothra) guiam sua amiga para convencer Godzilla e Radon (Rodan) a lutarem juntos contra a ameaça. O time de monstros da terra batalham o poderoso intruso no monte Fuji e conseguem envia-lo de volta ao espaço sideral.



* Rodan apareceu em "Sora no Daikaiju Radon" (Rodan!...O Monstro do Espaço) de Ishiro Honda em 1956. Foi o primeiro Kaiju Eiga à cores e trazia o Pterodáctilo gigante como uma ameaça. A "humanização" dos monstros japoneses fica forte na primeira aventura com Ghidrah, com Godzilla, Mothra e Rodan conversando entre eles e fazendo amizade e Godzilla começa sua transformação de ameaça mortal para protetor de nosso planeta.



                                                                    Godzilla vs. Rodan

Guidorah/Ghidrah, concebido à partir dos tradicionais dragões orientais é uma das mais belas criações visuais do estúdio e se transformaria no principal oponente de Gojira.





"Kaijû Daisensô" ( Monster Zero/A Guerra dos Monstros ) Jap.1965 Dir. Ishiro Honda; FX: Tsuburaya. Elenco: Nick Adams, Akira Takarada, Kumi Mizuno, Akira Kubo, Jun Tazaki.






- Uma dupla de astronautas  é enviada a um planeta recém descoberto atrás de Júpiter. Chega ao chamado Planeta X e descobrem que o lugar está sendo devastado por Ghidorah. Eles ajudam os Xians (habitantes do planeta), a trazer Godzilla e Rodan para combater a criatura em troca de uma cura científica para todas as doenças da Terra. Mas o que eles descobrem tarde demais, é que os Xians planejam controlar os 3 monstros para dominar nosso planeta!





* Elementos dos filmes anteriores se combinam agora com o conceito de invasão alienígena já utilizados pelo estúdio em "The Mysterians" (1957) e "Battle in Outer Space" (1959).
Apenas duas cenas de batalhas entre os monstros, mas muito bem realizadas.
O ator americano Nick Adams foi "importado" para viver o papel principal visando o mercado Ocidental. Mas o filme só estreou nos Estados Unidos em 1970, dois anos depois de Adams ter cometido suicídio.



"Nankai no Dai Ketto" (Ebirah, Terror dos Abismos/ Godzilla Versus the Sea Monster) Jap. 1966. Direção: Jun Fukuda; FX: Eiji Tsuburaya. 
Elenco:
Akira Takarada, Kumi Mizuno, Jun Tazaki, Toru Watanabe.




- Um grupo de aventureiros descobre uma ilha aonde uma organização criminosa está construindo armas atômicas e utilizando a população jovem como escrava. Godzilla é encontrado em uma caverna e revivido para enfrentar o guardião local Ebirah (uma lagosta gigante) e Daikondoru, um condor monstruoso.





                               Daikondoru (behind the scenes)


 Mothra aparece no final para salvar os inocentes antes da ilha ser destruída por uma explosão nuclear.



* Jun Fukuda assume a direção da série e troca o tradicional autor das trilhas sonoras Akira Ifukube por seu amigo e parceiro em filmes anteriores Masaru Sato. Um filme de produção bem mais barata, os cenários da ilha tropical são bem mais simples do que as cidades em miniatura dos anteriores. O roteiro possui um tom mais sério, mas a próxima aventura seria totalmente infantil...



                                            (Fukuda (de óculos) nas filmagens de Ebirah)


CONTINUA...



***(Agradecimentos especiais ao colecionador Jean-Baptistte Pujolle pelas imagens de propagandas de jornal (ad-mat) portugueses)