quarta-feira, 28 de março de 2018

Kinoshita: O Senhor dos ROBOTS!

 As máquinas inteligentes chamadas Robots, sempre fascinaram a humanidade, e são uma presença constante no cinema fantástico e na ficção científica- literatura, comics, cinema & TV.
Alguns dos mais lembrados Robots dos filmes são: Robby, de "O Planeta Proibido" (195 ), Tobor & B9, conhecido simplesmente como "o  Robô", da série "Perdidos no Espaço"...Algo em comum? Sim! Eles foram criados pelo mesmo homem- O designer industrial e diretor de arte Robert Kinoshita!













Nascido em 24 de fevereiro de 1914, Robert K. Kinoshita era filho de imigrantes japoneses, e cresceu na área de Boyle Heights, Los Angeles-USA. Ele frequentou a Escola Católica Japonesa Maryknoll, a Escola Secundária Roosevelt e a Escola de Arquitetura da USC, aonde se formou. Bob ficou interessada no cinema, tendo sua primeira experiência prática (como desenhista de produção) na comédia-musical "100 Men and a Girl"(100 Homens e Uma Menina, 1937). Sua carreira foi brevemente interrompida quando os estados Unidos entraram na Segunda Grande Guerra. Ele e sua esposa, Lillian Matsuyama, foram enviados pelo governo americano para um campo de internação japonês no interior do Arizona.
Mas a ajuda de um amigo patrocinador permitiu que o casal partisse antes do fim da guerra e se mudasse para Wisconsin, onde Bob passou a trabalhar como designer industrial em uma fábrica de produtos de plástico .
Kinoshita retomou sua carreira artística quando eles voltaram para Los Angeles no início da década de 50. 
 Ele recebeu o trabalho de criar um robot original, que tivesse aparência ameaçadora e fosse barato de construir. De sua imaginação (e pesquisa) surgiu o personagem título de "Tobor, the Great" ( A Vingança do Monstro,1954) de Lee Sholem...





Um velho cientista cria um robô operado telepaticamente para ser utilizado na exploração espacial. Espiões estrangeiros roubam o projeto, mas a "amizade" de Tobor com o garoto Brian (Billy Chaplin), neto do cientista, salva os EUA dos agentes inimigos...






A MGM estava se preparando para a produção do clássico "Forbidden Planet" ( O Planeta Proibido, 1956 ) de Fred McLeod Wilcox .  Kinoshita foi empregado no departamento de arte e  encarregado do desenho final (baseado em ideias do FX-Man Arnold "Bud" Gillespie e do desenhista de produção Arthur Lonergan) e construção do Robot Robby...






O  avançado servo robot do Dr. Morbius (Walter Pidgeon) é na verdade uma das heranças da extinta raça Krell, do planeta Altair IV...




Robby se destacou como um grande ícone da ficção científica, por conta de seu visual revolucionário e por sua...personalidade...






Além de Robby, Kinoshita projetou vários props e cenários, incluindo o laboratório do Dr. Morbius...

Robby the Robot foi criado para o filme Forbidden Planet, mas reapareceu em filmes e na TV mais de 30 vezes (quase sempre com algumas modificações em seu desenho), incluindo filmes como "The Invisible Boy", "Phantom Empire" e "Gremlins"...




... e suas aparições na TV incluíram episódios de "My Little Margie, "Columbo", "A Família Addams", "Perdidos no Espaço" (voltaremos a falar nisto!), "Além da Imaginação", "O Agente da UNCLE", "Mork & Mindy", "Projeto UFO" , "Ark II", "Banana Split", "Mulher Maravilha" e "Os Simpsons".






Em novembro de 2017, a fantasia original de Robby foi vendida por 5,3 Milhões de Dólares, se tornando um dos mais valiosos itens de colecionadores de cinema do mundo!

Também na década de 1950, seu robot Tobor foi reutilizado na série "Captain Video and his Video Rangers" (1949-1955) e no piloto "Here Comes Tobor (1957). Kinoshita trabalhou para o ZIV Television em séries como "Science Fiction Theatre", "Highway Patrol", "Sea Hunt" (Aventura Submarina), "Bat Masterson", "Terra de Gigantes" e "Men Into Space".

Seu trabalho como set designer apareceu em filmes baratos de terror como "The Black Sleep" (A Torre dos Monstros, 1956) de Reginald Le Borg, e "Pharaoh's Curse" (A Maldição do Faraó, 1957) de Lee Sholem...






Em 1965, o produtor e diretor Irvin Allen realizou  "No Place to Hide", o piloto (muito caro!) de uma série chamada "Lost In Space" (Perdidos no Espaço, 1965-1968), sobre as aventuras e desaventuras de uma família em uma acidentada viagem espacial. Precisando de mais elementos para que a série emplacasse, ele incluiu dois novos personagens na trama: O maquiavélico e engraçado Dr. Zachary Smith (Jonathan Harris), e o robot B9-M3, chamado simplesmente de "Robô"...




Apenas uma máquina inteligente programada para ajudar a família Robinson, B9 é reprogramado pelo sabotador Smith para arruinar a missão.



 Mais tarde o robot é novamente reprogramado pelo gênio infantil Will Robinson (Billy Mumy), passando a ter reações e emoções humanas, como rir, ficar com raiva, cantar, fazer piadas, e chorar...






Irvin contratou Kinoshita para criar um robot semelhante ao de "O Planeta Proibido", mas, original...







               Bob Kinoshita e família nos sets de gravações de Lost in Space


B9 apareceu com seu "irmão" mais velho 3 vezes na série, nos episódios "War of the Robots" (1966); "Ghost in Space" (1966), e "Condemned of Space" (1967)...












Mais tarde, Kinoshita atuou como produtor associado e designer de produção nos filmes independentes "The Phantom Planet" ( Planeta Fantasma, 1961) de William Marshall e "Hell's Bloody Devils" (1970) de Al Adamson;




... e foi um free-lancer em séries como "Hawaii-5-0", "Barnaby Jones", "Projeto U.F.O.",  e o piloto de Gene Roddenberry "Planet Earth"...




Bob se aposentou no meio dos anos 80. Faleceu em 9 de Dezembro de 2014, aos 100 anos!






                        "Thank You, Father!!!!!"






segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Os Espíritos (Sinistros) do Natal- Noel , Krampus & Joulupukki!





O Dia de Natal, assim como outras datas e lendas cristãs, teve origem em uma tradição pagã, devidamente roubada e adaptada. Neste caso, originalmente a data era destinada a celebrar o nascimento do Deus Sol no solstício de inverno. 
O sempre presente Papai Noel, o "bom velhinho" é uma amálgama da personalidade do arcebispo Nicolau de Mira- Turquia ("São" Nickolas, do século IV, que dizem, ajudava os pobres, colocando sacos com moedas de ouro nas chaminés das casas) com a lenda do Joulupukki da Finlândia (entre várias outras lendas similares). A adaptação deste personagem como símbolo do natal, aconteceu na Alemanha e correu o mundo. 

Muitas crianças tem medo do personagem barbudo e com roupas berrantes, e talvez elas tenham razão... Nem sempre a lenda foi tão boazinha assim... 

"Joulupukki"
Adaptado da Wikipédia, a enciclopédia livre

 "Joulupukki" significa literalmente "cabra de Natal" ou "Cabra Yule" em finlandês; a palavra pukki vem da raiz teutônica, e no inglês é "buck", e significa a "billy-goat", ou seja um bode. Uma antiga lenda escandinava, a figura acabou se tornando mais ou menos confundida com o Papai Noel.



O Joulupukki é originalmente uma tradição pagã. Ele está conectado a Wōden (Odin) da mitologia nórdica que diziam usar calças de couro vermelhas apertadas e um casaco de couro vermelho apertado de pele. 



                                        Wōden /Odin




 No Solstício de Inverno,  o "Langbarðr" (barba longa, um dos apelidos/disfarces de Odin ), Wōden liderava a manifestação sobrenatural conhecida como "Wild Hunt" acompanhado de seu filho Thor, que dirigia sua carroça voadora puxada por bodes . O Joulupukki também podia ser um homem transformado em um homem-bode na véspera de Natal- hoje em dia, em algumas partes da Finlândia, persiste o costume de pessoas que se vestem com trajes de cabras para se apresentar em um pedido de sobras da comida restante após o Natal. Historicamente, essa pessoa era um homem mais velho, e a tradição se refere a ele como um nuuttipukki.



 Joulupukki usava vestes vermelhas quentes (mas com uma ampla faixa de azul perto da pele), uma bengala e viajava em um trenó puxado por uma série de renas ( que não podiam voar como a frota do Papai Noel).



 Joulupukki é frequentemente mencionado como tendo uma esposa, Joulumuori (a "mamãe-noel"), mas a tradição diz pouco sobre ela.
Joulupukki e sua esposa vivem e trabalham no monte Korvatunturi, na Lapônia. Seus assistentes se chamam joulutonttu , eles não são elfos, mas são essencialmente humanos, de personalidade insignificante, quase como escravos descerebrados.
Mas, este Joulupukki original, pagão, era uma criatura feia com chifres,  que punia as crianças travessas com chicotadas e fervia em um caldeirão as realmente muito mal-comportadas! 









Um programa de rádio popular finlandês do ano de 1927 em diante, teve provavelmente um grande influência na reformulação do conceito,  com a fantasia de Santa Claus, suas renas e o Korvatunturi como morada- o popular culto americano se apoderou da Finlândia muito rapidamente, e o assustador homem-bode virou o bom velhinho.





"Krampus"
Adaptado da Wikipédia, a enciclopédia livre








No folclore, Krampus é uma figura antropomórfica com chifres, descrita como "meio bode, meio demônio" que, durante a época natalícia, castiga crianças que se comportaram mal, em contraste com São Nicolau, que recompensa os bem-comportados com presentes. Krampus é um dos companheiros de São Nicolau em vários países, incluindo Áustria, Baviera, Croácia, República Checa, Hungria, Eslovênia, Tirol do Sul e partes do norte da Itália.



 A origem da figura não está clara; Alguns folcloristas e antropólogos postularam sua origem pré-cristã.
Embora Krampus apareça em muitas variações, a maioria compartilha algumas características físicas comuns. Ele é peludo, geralmente marrom ou preto, e tem os cascos e os chifres de uma cabra. Sua língua longa e pontiaguda está sempre de fora, e ele tem presas.




Krampus carrega correntes, pensadas para simbolizar a ligação do Diabo pela Igreja Cristã. Ele bate as correntes para efeitos dramáticos. As correntes às vezes são acompanhadas de sinos de vários tamanhos.  De mais origens pagãs são os ruten, feixes de ramos de vidoeiro que Krampus carrega e com os quais ocasionalmente golpeia as crianças.  




O ruten  - além de seu significado fálico-  pode ter uma conexão com os ritos de iniciação de certos "covens" de bruxas; ritos que implicavam submissão e flagelação.  Os galhos de vidoeiro são substituídos por um chicote em algumas representações.




 Às vezes, Krampus aparece com um saco ou uma cesta amarrada nas suas costas, serviriam para carregar as crianças levadas que ele iria torturar...
Na região dos Alpes, o Dia de São Nickolas ainda é comemorado no dia 6 de dezembro. Esta besta-demônio com chifres e pelo de cabra aparece nas ruas no feriado de  St. Nickolas .



 Enquanto o velho Nicolau traz presentes e alegria, Krampus dá aos maus filhos chicotadas e pesadelos horríveis. Em Munique (Alemanha) existe a muito popular Krampusfest e na Austria a Parada do Krampus, etc...
Festas/desfiles dedicadas ao monstrengo natalino!


Na verdade este mito tem muito a ver com o Joulupukki...Que hoje em dia é o Santa Claus/Papai Noel "oficial", que vive na Lapônia... 

Existem centenas de filmes com o personagem Noel/Santa Claus/Pai Natal/St.Nikolas (incluindo muitos filmes de Terror e Pornôs!).

Nossa seleção concentra-se nas duas figuras principais citadas acima:




"Rare Exports: A Christmas Tale" ( Papai Noel das Cavernas, 2010) de Jalmari Helander



O premiado (Sitges, Locarno, Bruxelas e o Prêmio Saturno da Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e  Horror) filme é baseado no curta-metragem de 2003 "Rare Exports Inc." e sua continuação de 2005 "Rare Exports: The Official Safety Instructions", de Jalmari Helander e Juuso Helander, que envolvem uma empresa da Finlândia que aprisiona um grande bando de  "Papais-Noéis" selvagens e os treina e exporta para o mundo todo!
No longa, uma exploração secreta descobre um túmulo de gelo que pode ser o do Joulupukki...Sem spoilers para quem quiser curtir este filme divertido e inteligente!















"Krampus: The Christmas Devil ( Krampus: O Justiceiro do Mal, 2013) & "Krampus 2:The Devil's Returns" ( Krampus 2: O Retorno do Demônio, 2016) de Jason Hull...



...A saga (pobre, sem dinheiro e roteiro) de Jeremy ( A.J.Leslie),  um policial que foi uma vítima sobrevivente de um ataque da demoníaca entidade natalícia, e persegue o monstro rastreando os crimes e desaparecimentos envolvendo crianças problemáticas nas vésperas do natal...


"Krampus" ( Krampus: O Terror do Natal, 2015) de Michael Dougherty...




Comédia de horror sobre um garoto (Emjay Anthony) que desiludido com sua família problemática, despreza o natal e acaba libertando o demônio Krampus dentro de sua casa...




"Krampus: The Reckoning" (2015) de Robert Conway & "Krampus Unleashed" (2016) de Robert Conway...





Dois filmes diferentes e pobres (de dinheiro e idéias) sobre o personagem feitos pelo mesmo diretor/roteirista...

"A Christmas Horror Story" (2015) de Steve Hoban, Grant Harvey e Brett Sullivan...




Antologia de histórias de horror natalino. Entre elas: Santa Claus combate elfos-zumbis & o confronto entre Krampus e Noel...





"Mother Krampus" (2017) de James Klass...


Não, Krampus não tem uma esposa! Este filme é baseado em outra lenda natalina perversa: A horrível Frau Perchta, uma bruxa que rapta crianças nos 12 dias que antecedem o natal...